domingo, 10 de Dezembro de 2006

Bordo (Acer negundo)



A árvore que me fica mesmo em frente à porta de casa é um Bordo, mais concretamente um Bordo-negundo! Decidi por isso começar por esta espécie neste blogue sobre "árvores da minha rua"...

O nome científico deste bordo é Acer negundo. Curiosamente é uma espécie originária da América do Norte, onde tem uma vasta distribuição autóctone.

É muito utilizado na Europa e em Portugal como espécie ornamental, principalmente como árvore urbana. Cresce rapidamente, atingindo com frequência os 8/10 m de altura e com um diâmetro da copa de 5/6 m. Em adulta, a copa é arredondada, irregular. Resiste relativamente bem à seca e ao frio e pode durar cerca de 80 anos.

A casca é lisa nas árvores novas, ficando fissurada com o crescimento do tronco. As flores masculinas e femininas nascem em árvores diferentes (espécie dióica) e aparecem normalmente em Fevereiro/Março, antes das folhas.

As folhas são caducas - embora já em Dezembro na minha rua (Lisboa) muitas teimam ainda em não cair - e compostas de 3 ou 5 folíolos inseridos no mesmo raminho, terminando sempre com um deles na ponta.

Os frutos são muito curiosos, unidos dois a dois, alados para poderem voar melhor quando o vento sopra e eles estiverem prontos para deixar a árvore mãe e irem á procura da sua oportunidade de se tornarem belas árvores.

Os bordos-negundo da minha rua são ainda muito pequenos; não passam dos 3 m de altura; as menores têm um perímetro do tronco à altura do peito (pap) de cerca de 10/12 cm e as maiores de 16/18 cm; estão portanto ainda a adaptar-se à sua "casa" nova.

Esperemos que tudo lhes corra bem. Para tal, teremos por vezes de lhes dar uma ajuda. Mas isso é assunto para outro dia.

6 comentários:

estevaohnh@yahoo.com.br disse...

Quem quiser ver um Acer negundo com um porte de respeito com mais de 40 anos... ou mais... pode vê-lo numa simpática praceta da rua D. Luísa de Gusmão (a primeira perpendicular do lado direito para quem sobe a Av. D. Amélia, no Lumiar, mesmo ao lado dos Correios.
Estevão

Gonçalo disse...

De salientar que esta especie de arvores é muito usada no fabrico de instumentos musicais (braços de guitarra e até baterias topo de gama). Normalmente são usadas arvores nativas do norte dos estados unidos

Anónimo disse...

tenho dois bordos nangudos, so agora descobri o nome, nasceram por acaso num canteiro um plantei num terreno a ano passado ja tem mais de um metro, ta a crescer depressa, o outro ainda ta num vaso a espera de ir pra terra tb. veremos se chegam aos tais 10m =)

dani disse...

hola, la semana que viene voy a oeiras para realizar un inventario de los arboles de la ciudad? sabes de alguna persona que pueda facilitarme algun listado de los arboles mas representativos de la zona?
gracias
dani
danimedioambiente@gmail.com

Disciplina: Dinâmica da Agricultura Familiar e Espaço Rural disse...

Prezado Jorge,
Moro em Curitiba, sul do Brasil. Aqui no meu bairro também temos uma grande quantidade dessa espécie arbórea plantada nas calçadas das ruas. Só que, em função de nossa latitude, inversa em relação a vocês nessa época, mês de maio, quando o frio do inverno se aproxima, as folhas do Acer já estão bem queimadas e, praticamente, quase todas já caíram.
Uma pergunta à respeito de seu texto... Não seria diâmetro à altura do peito (DAP), ao invés de perímetro à altura do peito (PAP)? Aqui no Brasil utilizamos mais correntemente o DAP como medida padrão para árvores.

Anónimo disse...

If you always write interesting, I will be your regular reader. skin care Read a useful article about tramadol tramadol